SMS da Youtsu para pagar portátil Magalhães

SMS da Youtsu para pagar portátil Magalhães

Magalhães gera desconfiança” height=”179″ width=”218″ alt=”SMS da Youtsu para pagar Magalhães gera desconfiança”/>Mensagens – SMS – têm estado a chegar aos pais, com os dados para o pagamento do Magalhães. A situação tem gerado muitas interrogações, a ver pelos comentários aqui no blog, que um problema técnico não nos permitiu aceder e validar em tempo útil. É perfeitamente legítimo que muitos pais se tenham interrogado se o pedido de pagamento do Magalhães feito por uma SMS para os seus telemóveis seria legítimo, ou uma qualquer situação obscura, do teor daquela que aqui já demos conta num artigo em Outubro, denunciada pela Agência Financeira.

A JP Sá Couto e a Prológica constituíram no fim de 2007, uma joint venture, denominada como YOUTSU, para responder à oportunidade de negócio originada pelo programa e-escolas. No caso do Magalhães, também é essa empresa que está encarregue da sua distribuição.

A situação pouco ortodoxa de pedir um pagamento por SMS levou à associação com a tentativa de burla anterior, mas efectivamente este expediente é o que está a ser seguido pela Youtsu para disponibilizar os Magalhães. Segundo informação proveniente das Direcções Regionais de Educação, e até da Confap (Confederação Nacional das Associações de Pais), a entidade que surge no SMS é de confiança e os encarregados de educação devem efectuar o pagamento e guardar o respectivo talão para depois recolherem o portátil junto das escolas.

Pedimos desculpa aos nossos leitores por em tempo “mais útil” não termos podido colocar aqui este esclarecimento, mas dada a situação ser relativamente nebulosa, antes de apurarmos da completa veracidade da mesma, não quisemos correr o risco de ser coniventes com uma eventual burla.

Technorati : , ,

50 Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.