Magalhães Windows XP com Magic Desktop

Magalhães Windows XP com Magic Desktop” height=”165″ width=”220″ alt=”Magalhães Windows XP com Magic Desktop”/>O Ministério da Educação tem vindo a organizar sessões de trabalho de dois dias em várias regiões do país, para dar a conhecer o Portátil Magalhães aos Coordenadores das Tecnologias de Informação e Comunicação das várias escolas do país. Daí, que por intermédio deles, e no seguimento dessas sessões de trabalho, onde estes profissionais tiverem a possibilidade de “matarem” a curiosidade pessoal sobre o tão publicitado portátil português, venham a lume algumas das informações que mantinham ansiosos muitos pais e docentes. Neste artigo damos-lhe conta de uma delas – o Magic Desktop, e daremos conta das restantes ao longo de toda a próxima semana.

A primeira sessão realizou-se no Porto, a 16 e 17 de Setembro, na Fundação Cupertino Miranda, e dela resultaram já muitas informações que vêm corroboram nalguns casos o que se esperava, e noutros desmentir o que foi dito ou “adivinhado”. Vamos passar a dar conta de algumas dessas certezas.

As sessões de contacto com o Magalhães contaram com a presença de representantes do Ministério da Educação, da Intel, da Microsoft e da Caixa Mágica.

Delas resultaram, entre outras, a confirmação da especificação técnica dos computadores que serão distribuídos às crianças do primeiro ciclo, que passaremos a explicitar em artigo próprio, com a visibilidade de aparecer no menu superior do blog, a constatação de que o Magalhães virá equipado com dois sistemas operativos (os esperados) em sistema de dual boot: Windows e Linux (com a distribuição portuguesa Caixa Mágica), e a novidade de incorporar o Magic Desktop, que é como que uma extensão do sistema operativo (Windows) que redesenha por completo o seu ambiente gráfico tornando-o bem mais amigável para a utilização por crianças.

Magic Desktop

O Magic Desktop é descrito pelo seu autor, Lars Jolstad da Easybits, como um sistema operativo de criança, destinando-se a utilizadores dos 2 aos 12 anos de idade. Lars Jolstad desenvolveu o software inspirado e motivado pelos seus próprios filhos, de 3 e 4 anos, quando viviam em Espanha longe de seus avós noruegueses.

O propósito subjacente ao sistema é a protecção e a diversão. Na vertente de protecção, o Magic Desktop contribui para proteger os menores dos riscos e dos aspectos mais sombrios de uma navegação na Internet, ao passo que na componente diversão, habitua as crianças à utilização da Informática de maneira mais divertida e mais adequada às suas necessidades e expectativas.

O Magic Desktop encerra nele mesmo algumas características próprias de software de controlo parental, como a possibilidade de os pais ou os educadores, poderem configurar listas de emails permitidos e de sites que podem ser visitados, vedando os restantes à comunicação dos seus filhos ou educandos.

Uma das preocupações do Magic Desktop é permitir sempre que possível a interacção gráfica em vez de texto, daí que muitas das operações que nós adultos estamos habituados a accionar na forma de botões etiquetados com texto, tenham o seu equivalente gráfico na forma de imagens, fotos e ícones no Magic Desktop. é o caso do programa de correio electrónico Magic Mail onde para enviar uma mensagem por email ao primo, a criança necessita de clicar simplesmente no botão do Papagaio Falante e gravar uma mensagem de voz, antes de a fazer seguir o seu caminho para o primo, amigo de brincadeiras, através de um simples clique na foto que exibe a sua “carita laroca” entre outras disponíveis, da família e amigos da criança. Neste caso, o ficheiro de som é comprimido, para que sem perda da qualidade mínima necessária, a mensagem não ocupe um tamanho inconveniente.

Ferramentas para escrita divertida e fácil, exercícios de matemática, programa de edição de imagens, de desenho e para colorir, colecções de jogos de computador para crianças prática de piano e outros instrumentos, são algumas das ferramentas disponíveis no pacote.

magic desktop

Sistema de pontos condiciona diversão em função do estudo

O Magic Desktop dispõe de um sistema de pontos que controla o acesso a jogos e outros componentes de diversão. A criança necessita acumular pontos nas actividades de trabalho, como os cálculos matemáticos, o treino da grafia de palavras, ou a prática de instrumentos musicais.

Os pais podem adicionar pontos de acordo com o eventual bom comportamento da criança noutras actividades para além da utilização do computador: terem lido correctamente um excerto de um livro, terem estarem bem comportada à mesa, terem arrumado o quarto, não terem implicado com o irmão, etc.

(Nota: Este artigo foi criado originalmente no dia 18 de Setembro, mas uma desatenção fez com que só agora tenhamos reparado que não foi convenientemente colocado “online”. As nossas desculpas aos nossos leitores, até porque nalgumas respostas a alguns de vós, nos referimos explicitamentea ao artigo, sem que obviamente tivessem podido ter conhecimento do seu conteúdo)

Technorati : , ,

Pens engraçadas para miúdos
O Magalhães não tem leitor de CDs e DVDs, pelo que a utilização de uma pen é praticamente obrigatória. Seja para instalar programas,...
Mini-Loja: Livros do Dr. Seuss
Theodor Seuss Geisel, americano nascido em Springfield no início do século XX, foi um escritor e cartoonista, tendo ficado conhecido...

30 comentários a “Magalhães Windows XP com Magic Desktop”

  1. […] e da Caixa Mágica, empresas parceiras desta iniciativa” .  Mais informação também aqui. O Tonyvirtual, que teve acesso a um Magalhães com Caixa Mágica,  diz no seu blog que nenhuma […]

  2. Marco Cannondale diz:

    …pergunta que ninguém faz…vem com acesso à Internet?..”Pelo andar da carruagem” vamos (pais) ter que esperar muitos meses (Janeiro, Fevereiro ou Março), principalmente os que pretendem adquirir o Magalhães pelo programa e-escolinha. Reparem que são 500 mil a empresa Sá Couto, neste momento não tem capacidade de produção, só agora é que vão ampliar as instalações….e para finalizar o Senhor Chavez pediu 1 milhão de Magalhães ao amigo Sócrates ! ! ! Quem é que o Sócrates vai satisfazer primeiro?

  3. Horacio Fernandes diz:

    Bom dia, eu Horacio pai de uma aluna do 2º Ano, 1º ciclo, pretendo saber como adquirir o portatil e em que condições se e obrigatorio estar ligado a net. Obrigado Horacio Fernandes

  4. Sandra Tavares diz:

    quero registar os meus parabéns pelo esforço que têm demonstrado ao informar sobre as funcionalidades, as caracteristicas, etc, bem como pelos esclarecimentos prestados. Procurei por alguns dos sites institucionais,(DREL, Gov, M. Educação), e não consegui obter qualquer link ou informação sobre o programa e.escolinha. Também verifiquei que, a maioria das escolas de 1º ciclo ainda não têm disponivel informação sobre o portátil magalhães. Se possível, e se já tiverem disponivel esta informação, gostaria de saber se, além dos €50,00 a pagar pelo pc, se serão obrigatórios pagamentos adicionais, à semelhança do programa e.escola.

  5. […] ao software que acompanhará o Windows XP, podemos confirmar que contará com o ambiente gráfico Magic Desktop, especialmente desenhado para promover a utilização do computador pelas crianças, e com o […]

  6. admin diz:

    Sandra: Obrigado pelo apoio Sandra. A informação que temos e que resultou destas sessões de contacto com o Magalhães que tiveram lugar na última semana, remete para a não necessidade de pagar qualquer valor adicional. A Sandra estará com certeza a referir-se ao acesso à Internet Móvel.
    Pois, sem ser oficial, como nada aqui no blog, acho que podemos “esperar” que a adesão será mesmo facultativa. Quem não quiser ter Internet em casa (pois na escola haverá Internet sem fios a expensas da própria (autarquias), não pagará mais nada.

  7. Álvaro diz:

    Já comentei mas pelos vistos não passou!
    não mereceu ficar online paciencia!

  8. Agradecia que me confirmassem o seguinte: o meu filho é aluno do 1º ciclo numa escola particular(frequenta o 3º ano). Ele não vai ter acesso ao Magalhães por ser do ensino particular? Mesmo pagando os 50€?
    Discriminação!!!!!!!

  9. admin diz:

    Álvaro: Acho que ainda há pouco aprovei o seu outro comentário. Nós andamos atrasados na moderação … foram muitos os comentários nestes últimos dias. Se o comentário foi “civilizado” e estou em crer que sim, mas são tantos que não me recordo, ele está lá no artigo onde comentou … como este.

  10. Agostinho Teixeira diz:

    Acho importante que Portugal não perca o “comboio” da tecnologias de informação, mas fazer disto uma bandeira é algo esquisito, além de tentarem fazer dos portugueses uns estúpidos no assunto, o portátil Magalhães foi apresentado como uma inovação tecnológica, etc, etc. no entanto basta ir a uma loja qualquer de produtos informáticos e encontramos equipamentos semelhantes ao Magalhães, e diga-se bem mais “jeitosos” tais como o ASUS EEE PC 4G, o Acer Aspire one, e a Toshiba também já tem um equipamento do género. Não sou daqueles que dizem que o que é nosso não presta, mais um vez louvo esta acção, mas como referi há outras opções, porque a única coisa que o Magalhães tem a mais que os outros é uma caixa, onde “meteram” um pc portátil lá dentro. Nem todos os portugueses são ignorantes informáticos e se deixam levar por esta propaganda política.

  11. computador de papel diz:

    Sei que a ignorancia faz feliz muitas pessoas mas , investir na nossa economia é tão importante quanto respeitar as pessoas e em expeçial as crianças sem deixar de eguismos própios , o magalães é um computador para crianças com um desenho traçado para a própia proteção do mesmo e não vamos dar as mesmas crianças um porche , é tão bonito sermos todos iguais e termos o mesmo e só fica bem a todos no mesmo padrão , no fundo é o enssino escolar que está em causa e o interesse de todos em expeçial as crianças …
    A arte do bem saber compreender as pessoas é uma boa forma do bem saber manifestar a intelectualidade ; deixe-se de criticas e seja útil e aposte no que é nosso e que foi para esse fim que foi conçebido para as crianças se orgulharem de que ha um computador para cada um … ,
    eu começei com um spectrum , atari, amiga ,pc10, e por ai até hoje .
    Deviamos agradeçer esta iniçiativa aos politicos e em expeçial ao sr primeiro ministro que o faz para as crianças e é bom que se saiba que isso tambem nos abre as portas ao mundo da primeira forma que o magalães tambem o fez.
    Sejamos honestos e úteis e nada de paroliçes de louva deus , se não gosta das pessoas ao menos respeite as , sem aspas .
    Vergil jes England.

  12. Miguel dos Reis diz:

    como posso adiquirir magalhães para a minha filha do 5º ano( ja que a para o1º.2º.3º.4º.passa para o 7º.8º.9º.10º.11º.12º) sera que o .5º e o 6º foram esquecidos ou não

  13. Agostinho Teixeira diz:

    “Parolice” é para quem se deixa ser enganado, pois este portátil não é “nosso”, é comprado à Intel, apenas vem com mais uns jogos do que os modelos que referi. E depois dizer que “a ignorância faz muitas pessoas felizes” não serve para mim, pois eu sou defensor de escolaridade obrigatória com mais qualidade e onde se abordem outras áreas que ajudem os cidadãos a terem uma maior literacia. E agora apenas vos deixo uma pequena informação acerca da importância do pc na infância, eu sou programador de profissão, sou o responsável dessa área numa grande empresa e apenas tive o meu primeiro computador quando estava no 3º ano da universidade. Porque sejamos realistas a única coisa que os miúdos vão fazer vai ser ir ao Hi5 e usar o Messenger, se os professores já têm dificuldades em controlar os miúdos com os SMS’s agora vão passar o tempo das aulas a controlar os alunos se estão no Messenger. Agora para alguns é fácil dar opiniões infundadas e esconderem-se atrás de um nick, achando que tudo se faz com as “prendinhas” do Estado.

  14. Luis Fernandes diz:

    Assim é que se fala Sr. Agostinho.
    Tambem para que serve um portátil com um monitor com as dimensões desse? Só para as nossas crianças ficarem com problemas de vista.

Deixe um comentário


Descobrir com Guida a Margarida – software educativo
Descobrir com Guida, a margarida é um título da colecção O meu primeiro CD-ROM da Porto Editora. O software educativo acompanha a...
Descobrir, com Zito o Mosquito – software educativo
Descobrir com Zito, o mosquito é um título da colecção O meu primeiro CD-ROM da Porto Editora. O software educativo acompanha a...